24.4.08


Texto fenda


Modificar um texto cortado verticalmente em duas metades, completando em separado cada uma dessas partes.

Exemplo construído a partir do poema Arritmia de Miguel Torga

1.

Arritmia

A vida é lenta quando me entristeço.
Faço ao corpo a promessa do melhor.
De que vai acabar este gosto
Que o tortura.
Mas, da sua clausu
ra da vida
O coração,
Na cega obsessão
Com que nasceu,
Diz que não, diz qu
e não morreu
A baralhar o tempo
Como um relógio q
ue endoideceu.

2.

Coração em Arritmia


A vida é uma flecha quando a morte tem pressa.
Faz-me uma promessa
Fazendo acabar em breve o sofrimento
Porque o meu coração lhe dá alento.
Fecha-me em clausura,
E guarda-me nesta altura
Quando as lágrimas
são
O meu,
Sofrimento que diz que não,
Quando o tempo em cada pulsação
Fica um relógio que endoideceu.