6.6.08


O poder das palavras


Palavras há que se silenciam, presas na alma, e, as outras, levianas, brotando sem pedirem licença… Ainda quando se desfazem em letras, bailam procurando novos conjuntos, outros significados… Deslizando na mente, impondo-se no pensamento, escorrendo por entre os dedos… doces, duras, singelas, imponentes, discretas, audazes, subtis, sedutoras…

Imenso o poder das palavras… Não concordas?