15.6.08

Ponto de vista


Muitas vezes chegas a casa e contas aquilo que se passou contigo, na escola, na rua, no centro comercial. Contas as coisas do teu ponto de visto, ou seja, como tu as entendeste. Outras pessoas poderão contar o mesmo de uma forma diferente.
Pois bem, experimenta também contar as histórias que lês do ponto de vista de uma das personagens. Para experimentares começa por ler o conto popular que se segue:

Os Três Patrões

Um rapaz foi oferecer-se para criado a caso de um lavrador; à noite, quando foram cear, deram-lhe uma tigela de caldo. Diz ele:
— O meu amo, o caldo está muito quente.
— Pois sopra-lhe.
No dia seguinte o rapaz despediu-se, entendendo lá para si que não lhe convinha ser­vir naquela casa, onde nem tempo dariam para comer. Foi oferecer-se a caso de outro lavrador; aconteceu a mesma coisa; ao começar a comer o caldo disse:

— O meu amo, o caldo está muito quente.

— Pois espera que arrefeça.
O moço também não resolveu ficar servindo naquela casa, cuidando que lhe dariam tempo sem mais nada. Foi-se embora ao outro dia, e chegou a casa de outro lavrador que o tomou para o serviço. À ceia disse o moço:
— O meu amo, o caldo está muito quente.
— Pois miga-lhe broa.
O rapaz disse lá para si, que aquela era a casa que lhe convinha e ali se deixou ficar.

Teófilo Braga, Conto popular