12.9.09

O que o tempo rouba


Descobri que o tempo corria, corria e rouba-me várias coisas das quais eu tanto gostava.
O tempo roubou-me a minha ingenuidade, a minha alegria de menina, a minha fé nos homens...
Também me roubou a imaginação e a capacidade de estar sempre sorridente.


O que te roubou a ti?